Soneto do bom humor

12:45

O som das espumas alvas beijando
Milhões e milhões de grãos de pedra
Sob os pés do amor de peito aberto
Enquanto o vento do fim da tarde vai cantando.

A visão da Lua e do Sol, dia e noite, amando
Como dois amantes iluminados entre Céu e Terra
Sob o lençol azul-infinito desejando a eternidade, de certo,
E com o futuro que ainda brinca no coração sonhando.

Um samba sincero de Marcelo para Maria;
Uma das realidades fabulosas de José;
Uma das realidades virtuais de Alex.

Pense em tudo isso!
Pense em tudo isso ou só em uma se quiser
Antes de pensar em matar alguém.


Adams Damas

You Might Also Like

1 comentários