Passar dos tempos

08:10



Meu couro, 
cravados nas costas.

Minha criança,
que limpava e dava de comer, 

Faz isto em mim.

Peço para o coração e a respiração pararem.

Não obedecem

Dias Horas.
Noite Segundos.

Não existem.
São todos iguais. 

Morte... Morte...
Por que foges de mim? 

Ely Pires

You Might Also Like

0 comentários