Secas

12:45


Arte de Ejaugsburg
Bicho
Tão homem
Tão lixo
Tão fome

Seca
O nó
Na garganta

A vida
Tão santa
Olhos
Mareiam
Rachões na areia

A sola
Dos pés
Caminhos
Seguidos
Deixados
Esquecidos


Antigos padrões
Ossos
Na seca
Na breve esperança
O corpo
Que cansa
Sempre
Segue em frente
Deixa a semente
A sua criança.

Francisco Heraldo

You Might Also Like

0 comentários