A Rosa Branca No Cume Da Montanha

09:29

Então agora é a rosa branca
Que desabrochou no cume da montanha;
É o dia claro que depois
Da escura e tempestuosa noite amanheceu.
Se não foi o que sonhou, o que divagou,
Resigne-se e reconcilie-se com você mais um vez.
Se não foi o que realizou, o que construiu,
Recomece e redefina você mesmo outra vez.
O medo é apenas um ser rastejante e viscoso
Esperando em seu casulo para tornar outro ser,
De coragem e beleza portentosa
E abrir suas asas multicor
Deixando que o vento o carregue para o que a vida o terá
Assim como abrimos nossas mãos
Deixando que o vento nos traga o que a vida nos terá.
Se nem tudo pode ser como nós queremos,
Tudo pode ser como nós queremos.
“Não escolhemos o caminho”, disse o sábio; “o caminho,
Por mais tortuoso e pedregoso, é que nos escolhe.”
Os morros por que passou são para passar
E não para pesar mundo afora.
As chuvas por onde molhou são para molhar
E não para se afogar oceano afora.
Longa é a caminhada, o meio há de chegar
E o fim... para quê fim!
A encruzilhada existe não para errar ou se perder...
Existe para que possamos achar o caminho para casa.


Adams Damas

You Might Also Like

0 comentários