Na sombra das minhas palavras

14:52

Na sombra das minhas palavras
Tem influência tua
Meus elogios são teus
Quase como se absorvesse
Seu paradigma de carinho
Caramba você me marcou
Me mudou e me refez
E eu em troca te feri
Foi mal.

Nos gestos mais bonitos
Confiança no traço
Ousadia no dedilhado
Tudo isso porque você
Acreditava que eu podia
Eu não- qual a minha surpresa
Ao ver que agora posso
Tudo menos aquilo
Que não quis daquela vez
E te deixei sem beijo
E me deixei sem beijo
Foi mal.

Eu te diria isso? Eu não diria.
Faltou ainda
Aprender à abandonar a vida
Que me fere e desagrada
Em favor da tábula rasa
De tudo o que desconheço
Eu não te diria nada
Porque sou um covarde
Porque sou mesmo um pateta.

E olha que você trouxe
Tantas palavras bonitas
Idéias cosmopolitas
Pegou uma casa aos cacos
Limpou. Pôs flores à mesa
E depois de tudo feito
Eu não te fiz moradora
Agora as flores murchas
Os insetos e a poeira
Poemas nalgum lugar
De mim lamentam misérrimos
Infeliz por opção
Não há vergonha maior.

Claudinei Soares

You Might Also Like

0 comentários