Lluvia

11:07

Esbatem contra o muro
As águas pluviais
Neste entardecer
Ecoam no escuro
As vozes abissais
Cheias de poder
Murmuram contra os prédios
A civilização
As leis de orgulho e tédio
A velha tradição

Esbatem contra o muro
Banhadas pelo sol
Lágrimas do céu
Verão de vento e chuva
Gotas voando ao ar
Louras feito mel
Protestam contra as calhas
as telhas e os lambris
O que o mundo grita
E o que ele nunca diz
Minando os alicerces
Erodindo os fundamentos
Um dia vencerá
E um fim porá
Nos nossos fingimentos.

Claudinei Soares

You Might Also Like

0 comentários