Tropecei num tipo estranho de amor

10:48

Tropecei num tipo estranho de amor
Quando vi estes olhos cansados
de um verde de olhos de gato
De um verde de folha ao sol

E senti meu coração espremido
No lagar e produzindo vinho novo
Espesso, forte e misterioso
Como um elixir alquímico

Tropecei num tipo estranho de amor
e queria que você soubesse
O quanto é lindo.

É um negócio que parece brincadeira
disposto a cultivar teu riso
Atento à sua menor tristeza

E encantado sempre com tudo
Porque a vida se reveste de sentidos
Que antes estavam menos acessíveis
Que a mais longínqua das altas estrelas.

Sonho que você deitará no meu colo
E dormitará um merecido sono
Almejo deitar tranquilo em seu regaço
E deixar correr estas contidas lágrimas

Quero te ver alcançar as montanhas
Quero saber que cruzou oceanos
Tropecei num tipo estranho de amor
E quero ser quem te espera chegar.


Claudinei Soares

You Might Also Like

0 comentários