Som de crianças

11:29

Arte AKS_Photos
Som de crianças brincando.
É uma música muito bela
Todo o mundo devia ouvir
Som de crianças brincando
Som delas se sujando na lama
Som delas rindo, inventando
Se deixar, brincarão para sempre.
Todo o mundo ocupado com a morte
Sabe que o antídoto da guerra
É som de crianças brincando
Os grandes magnatas
Investem bilhões
Em jogos virtuais
E brinquedos sonoros
A china os vende a preço de banana
(todo o mundo faz vista grossa)
O objetivo é acabar
Com a ciranda cirandinha.
A molecada aqui da rua
Abençoada em sua pobreza
Não sabe disso, não sabe
E faz sua magia linda
Abre espaço para que desçam
Gotas de Deus no Escuro do mundo
E a premonição da guerra civil
Os rifles do Narcotráfico
A repressão estatal à contravenção
Tudo espera sua hora.
Preciso plantar um pé de goiaba
Pra que eles venham roubar
Preciso comprar apitos
Para reclamar do barulho
Preciso contrabandear mais bolas
E furar as que cairem no meu quintal.
Quanto mais ralhar com eles
Mais ampliarei o som
O som do organista divino
O som de crianças brincando.
Onde não tem, o mal venceu.
Vai por mim, esquece esse lugar. Fuja, se der.
Onde cai uma bomba H
Onde triunfa o capital
Onde sacerdotes ou generais
Cravam suas garras imundas
Nas aldeias desvalidas
Alvo da insídia dos homens
O silêncio fez sua arte
Calando as pequenas bocas
Estas são terras inférteis
Com gente esperando para morrer.
Mas sem forças nem para isso.
A criançada começa
Chutando uma lata velha
Estticam uma corda podre
Ajuntam cacos de telha
E fazem um mundo melhor
Que nós e nossa autoridade
E quando liberam a praça
Anjos armados revoam
E ferem os peitos dos homens
Com a espada da lembrança
Alguns fogem com o que lembram
Outros tentam montar guarda
Alguns vão buscar brinquedos
Para a pretensa caridade
Poetas, estarrecidos
Vendo a estratégia divina
Percebem que o que contemplam
É o resto do paraíso.
Alguém enganou a gente
E disse que era hora
De por o riso de lado
De por o brinquedo de lado
De por o amor de lado
Cresça, alguém falou.
E o mundo virou uma latrina.
Está vendo esses prédios e máquinas?
São brinquedos deturpados.
Esses meninos e meninas
Não sabem o que é faz-de-conta.
Fazem mocinho e bandido
Quem cai não mais se levanta...

Som de crianças brincando.


Claudinei Soares

You Might Also Like

0 comentários